Notícias

Gafisa permite pagamento de imóveis com bitcoin

Segundo a construtora, uso de criptomoedas reduz intermediários e risco de fraudes

Por Roseli Andrion | 27/05/2022 às 20:26
Divulgação / Gafisa
Foto: Divulgação / Gafisa

Cotação válida será a do dia do recebimento e o processo passa por estudo da origem do recurso

Quem tem ativos digitais e quer comprar um imóvel, já pode usá-los para o pagamento se a construção for da Gafisa: a empresa já aceita bitcoins nas negociações. Para isso, entretanto, é preciso usar a carteira Foxbit Pay.

Essas criptomoedas têm tido valorização expressiva e as transações com elas  não têm intermediários — como bancos, agentes imobiliários e outros envolvidos —, o que diminui os custos financeiros da operação. Além disso, o processo ocorre de forma rápida, sem risco de bloqueio, com o melhor custo-benefício e menor risco de fraudes.

Para a Gafisa, esse pode ser o primeiro passo para outras inovações no setor. “O bitcoin é a maior criptomoeda em valor de mercado e, tecnologicamente, a moeda com maior lastro da história”, ressalta Guilherme Benevides, CEO da Gafisa Incorporadora e Construtora São Paulo.

Segundo ele, a popularidade da moeda tem crescido continuamente, o que amplia as possibilidades de uso. “Existe uma tendência natural de digitalização dos pagamentos”, lembra. “Se pararmos para pensar que o Banco Central vai lançar o real digital, concluímos que, de fato, as moedas digitais estão cada vez mais presentes no mundo”, comenta. 

Processo simples, mas verificado

A Gafisa estuda essa possibilidade desde fevereiro de 2021. O primeiro empreendimento a oferecer a opção é o “Flow by Gafisa”, no bairro da Consolação em São Paulo. A transação é simples: o cliente informa que deseja pagar com criptomoeda em um formulário de intenção, a Gafisa analisa o documento e, após o aceite e a assinatura do termo de pagamento, o comprador transfere o valor para a conta da Gafisa.

A cotação válida será a do dia do recebimento e o processo vai passar por um estudo de viabilidade de crédito e origem dos recursos. "Não há como fazer negócio sem aceitar cripto como forma de pagamento. Além de representar mais uma opção para o comprador, a utilização da moeda promove o melhor para nossos consumidores”, diz Benevides.

Rodrigo Ikegaya, diretor de produtos da Foxbit, destaca que a empresa quer cada vez mais contribuir para que as criptomoedas sejam aceitas em todos os segmentos. “A Gafisa é uma das empresas líderes no segmento imobiliário, pioneira em construção civil no Brasil e que passa a aceitar criptomoedas como forma de pagamento em todos os seus empreendimentos com a nossa solução Foxbit Pay.”

Confira as principais notícias de Tecnologia no canal da Itatiaia no Youtube


Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou